item1

Hotel de Charme Casa da Ínsua, Viseu

A Casa da Ínsua – Hotel de Charme tem 31 quartos e 5 apartamentos. Os quartos dividem-se pelos diferentes espaços da casa, o Palácio, o Claustro e a Ala do Arco. Os apartamentos, dois T2 e três T1, enquadram-se na Casa da Quinta.

A Casa da Ínsua possui ainda diversos espaços, pátios e salas para reuniões, comemorações e eventos e permite o contacto directo ou a elaboração de programas com as actividades campestres da Quinta, como o fabrico do queijo, doces e  vinho.

A Casa da Ínsua foi construída no século XVIII (cerca de 1780), sobre uma primitiva casa de que ficaram o terraço e a Capela. A nomeação de Luís de Albuquerque e a sua estada no Brasil como Governador e Capitão General do Estado de Cuibá e Mato Grosso, criou as condições para a construção da Casa da Ínsua que hoje conhecemos. Através das indicações enviadas do outro lado do Atlântico para um seu irmão na Ínsua, conseguiu Luís de Albuquerque criar uma das Casas mais distintas do nosso país. Nessa medida a Casa da Ínsua pode ser considerada “irmã” do recentemente divulgado Forte Príncipe da Beira, na Rondónia, também construção dirigida por Luís de Albuquerque na mesma época.

Este fidalgo teve ainda importante papel na marcação das fronteiras do actual Brasil, ganhando territórios muito além do definido no Tratado de Tordesilhas e no levantamento de mapas e de outros elementos característicos daquelas paragens, onde, por exemplo, esteve ainda ligado à Viagem Philosophica de Alexandre Rodrigues Ferreira. É destas memórias que muitos objectos e documentos fazem ainda hoje parte da Casa da Ínsua.

A Casa da Ínsua mantêm espaços de elevado interesse com peças de várias épocas como a Sala dos Retratos, o Salão Nobre ou a Capela, os papéis de parede, os painéis de azulejo, os tectos pintados ou os pavimentos de embutidos e, no exterior, os seus exuberantes jardins (francês, inglês, de aromas, etc…) e os apontamentos arquitectónicos e decorativos espalhados por toda a Quinta são outro motivo de atenta visita.

Intervenções mais recentes, como é o caso de apontamentos de arquitectura de Nicola Bigaglia ou da painéis de azulejos de Leopoldo Luigi Batistini, são outros pretextos para um encontro com a história e com o passado neste ano em que se comemora o centenário da última peça ali assinada pelo ceramista italiano em 1909, o Painel de Santo António.

Restaurante

O Restaurante da Casa da Ínsua está inserido no corpo do claustro e tem um serviço que honra a tradicional gastronomia beirã e está associado ao reconhecido Queijo da Serra da Estrela, produzido na Quinta, ou ao premiado Vinho do Dão, Casa da Ínsua

Eventos

A Casa da Ínsua disponibiliza espaços, no terraço medieval ou nos jardins, para a realização de eventos particulares ou empresariais. Inseridos num enquadramento inspirador, os salões, as salas de reuniões ou as exclusivas salas históricas, tornarão memorável qualquer encontro, com capacidade para mais de 400 pessoas em banquete ou mais de 800 pessoas em reunião.

A Casa da Ínsua oferece ainda a possibilidade de organizar programas que poderá incluir, para além de diversas actividades outdoor, workshops, visitas à Quinta ou às suas actividades, provas de vinhos Casa da Ínsua e queijos, visitas guiadas aos jardins, entre outras actividades em programas complementares com outras unidades Visabeira Turismo.

Jardins

Os jardins da Casa da Ínsua contribuem fortemente para recriar uma atmosfera histórica inesquecível. O romantismo oitocentista está bem patente no Jardim Inglês e no Jardim Francês, com o seu traçado geométrico e os seus canteiros rodeados de buxo. Aqui se encontram vários tipos de camélias e uma raríssima flor de lótus, para além de uma monumental magnólia de 1842 e da Rua dos Buxos de 1856. A Pérgola, o Jardim de Aromas e Canteiro das Castas, a Fonte dos Amores, a Cascata, as ruínas da Fábrica do Gelo e o Lago da Mata são apenas outros dos inúmeros pontos de interesse.

Vinhos e Iguarias

Com uma tradição vitivinícola que remonta ao século XVII, e um impulso decisivo no século XIX, as vinhas da Casa da Ínsua, na Região Demarcada do Dão, produzem vinhos célebres e detentores de vários prémios. Nas suas castas destacam-se o Tinta Roriz, o Cabernet Sauvignon e o Jaen, entre as tintas, e o Malvasia Fina, Encruzado e Semillon, nas brancas.

A Casa da Ínsua tem salas, inseridas na Adega da Casa, onde efectua provas de vinhos e disponibiliza programas para visitar as vinhas e assistir às vindimas.

Neste a vertente pode ainda envolver-se nas actividades campestres e associadas à confecção de compotas e queijos artesanais.

Loja

A loja Casa da Ínsua, tem uma ambiência associada à história e aos produtos da casa e tem acesso aos vários produtos da Quinta como o Vinho, o Queijo, as Compotas e outros produtos gourmet, além de diversas recordações da Casa da Ínsua.

Cinema

A Casa da Ínsua foi cenário do recente filme de José Fonseca e Costa “Viúva Rica Solteira Não Fica” (2006).

Penalva do Castelo

Penalva do Castelo, antiga Castendo até 1957, tem vários pontos de interesse para uma visita mais atenta, de entre eles recomenda-se alguns associados à história da Casa da Ínsua: Gruta de Nossa Senhora de Lourdes e Capelinha Oratório,  casa do Guarda-Mata, Portões da Sereia ou de Sangemil e de Castendo ou Barato.

blog1 hscollection1a hscollection1 itravel1a itravel1 blog
FreeCounter